Autor do primeiro implante de coração artificial na Europa vem ao Porto

Alain Carpentier

Alain Carpentier dirige atualmente o Departamento de Cirurgia Cardiovascular do Hôpital Européen Georges-Pompidou, em Paris. (Foto: DR)

Ninguém em todo o mundo está tão perto de produzir o derradeiro coração artificial como Alain Carpentier. É este tema que o investigador francês, que recebeu o Prémio Lasker – conhecido como o “Nobel americano” – em 2007, vem dar a conhecer, a convite de estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), na 3.ª edição das YES Talks, a decorrer no próximo dia 27 de abril, na Biblioteca Municipal Almeida Garrett.

Alain Carpentier é um cardiologista de renome mundial que realizou o primeiro implante de coração artificial na Europa e atualmente dirige o Departamento de Cirurgia Cardiovascular do Hôpital Européen Georges-Pompidou em Paris. Na sua palestra, abordará a temática do coração artificial, área que investiga e na qual espera atingir a produção de um coração artificial totalmente bioprostésico, tecnologia com potencial para salvar e prolongar milhões de vidas.

João Lima é outro dos palestrantes convidados. O brasileiro radicado nos EUA, é atualmente professor de Medicina, Radiologia e Epidemiologia na Johns Hopkins School of Medicine, universidade que figura sistematicamente no top 10 de vários rankings internacionais. Cardiologista pioneiro na área da Imagiologia Cardíaca, este cientista levará os participantes da 3.ª YES Talk numa viagem exclusiva aos bastidores do mundo da investigação clínica de ponta, guiando-os pelo complexo universo da Imagiologia Cardíaca.

Apresentando-se ao mais alto nível científico, esta YES Talk, intitulada “Reaching for the Heart”, pretende divulgar as últimas inovações no campo biomédico junto de um público de mais de 200 participantes, espelhando os objetivos do YES Meeting (yesmeeting.org), encontro que vai decorrer na FMUP entre os dias 15 e 18 de setembro de 2016.

Organizada pelo YES Meeting, a 3.ª YES Talk conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto e é dirigida sobretudo a estudantes de medicina.

As inscrições para o evento já se encontram encerradas.