Ativistas e especialistas em Hepatite C discutem estratégias no ISPUP

Formação decorre no Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto.

A partir de segunda-feira, dia 30 de setembro, e até 4 de outubro, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) será o epicentro das atividades europeias na formação de ativistas e profissionais para a intervenção na área da Hepatite C.

Estas atividades surgem no âmbito do trabalho desenvolvido pela rede Correlation, a Swedish Drug User Union (SDUU) e a International Network of People who Use Drugs (INPUD), em colaboração com o ISPUP e a Agência Piaget para o Desenvolvimento (APDES). A “Correlation European Initiative on Hepatitis C and Drug Use” tem como objetivo colocar a Hepatite C na agenda dos decisores políticos, profissionais e comunidades afetadas. Este projeto, financiado pela Comissão Europeia, DG Justice e DPIP Programme, inclui ações de capacitação, investigação e advocacy, das quais a APDES lidera a ação política para a criação de uma estratégia para a Hepatite C e Uso de Drogas ao nível Europeu e o ISPUP coordena a investigação sobre boas práticas no acesso ao rastreio e tratamento em Portugal.

Durante estes dias, o ISPUP recebe três dezenas de ativistas e profissionais que intervêm nesta área, vindos de doze países europeus. Este evento servirá estimular e dar apoio a estes participantes na criação e manutenção de atividades de prevenção e tratamento da Hepatite C nos seus países de origem, permitindo a troca de experiências e abordagens.

A hepatite C é uma doença infecciosa causada pelo vírus da hepatite C e que afeta sobretudo o fígado. Muitas vezes assintomática, a infeção crónica pode levar à fibrose do fígado e por fim à cirrose, que normalmente só se manifesta passados vários anos. O contágio pelo vírus da Hepatite C é feito através de contacto sanguíneo, associado sobretudo ao uso de seringas, material médico mal esterilizado ou transfusões, estimando-se que afete entre 130 a 170 milhões de pessoas em todo o mundo.

Sobre o ISPUP

O Instituto de Saúde Pública da U.Porto é uma associação privada sem fins lucrativos, fundada no seio da Universidade do Porto. Dedicado à investigação e formação na área da Saúde Pública, o ISPUP conta com 15 unidades de investigação em seis grandes áreas: Epidemiologia, Nutrição e Obesidade, Bioestatística, Saúde e Sociedade, Saúde Ambiental e Saúde Pública Veterinária. A atividade deste Instituto mobiliza mais de 200 pessoas, com mais de 90% destas dedicadas apenas a atividades científicas e de ensino.