Arraial de Engenharia muda-se para o Palácio de Cristal

De 3 a 6 de novembro, o Palácio de Cristal recebe mais uma edição do já conhecido Arraial de Engenharia

De 3 a 6 de novembro, o Palácio de Cristal recebe mais uma edição do já conhecido Arraial de Engenharia. (Foto: DR)

Tornou-se um dos happenings mais aguardados do ano e já faz parte do programa das festas da academia do Porto: o Arraial de Engenharia está de volta, de 3 a 6 de novembro, com um cartaz que promete festa e animação durante quatro dia/noites recheados de atividades.

A edição deste ano vai decorrer no Palácio de Cristal, mudança que, na opinião dos responsáveis da Associação de Estudantes da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (AEFEUP), vai ser “benéfica” uma vez que “o Palácio de Cristal é mais central, a rede de transportes é maior e isso permite que o arraial fique ainda mais próximo das restantes faculdades”.

“Iremos ter autocarros 100% gratuitos a irem da FEUP diretamente para o Palácio de Cristal e outros a irem do Hospital São João até ao Café âncora d’Ouro (Piolho) e daí até ao Palácio de Cristal”, assegura José Pedro Nunes, presidente da AEFEUP. Os mesmos percursos estarão disponíveis em sentido contrário no final de noite para o regresso a casa. Está previsto que os autocarros comecem a circular pelas 23h até às 02h30, estendendo-se até às 06h.

Quanto ao cartaz, terça-feira, dia 3 de novembro, e ainda no edifício da AEFEUP, será a Put’Armada a dar o pontapé de saída. No dia seguinte, e já no Palácio de Cristal, a festa começa com a atuação da Tuna de Engenharia da Universidade do Porto. Segue-se Carlão, mais tarde Moullinex e o fim de noite será entregue a Nuno Lopes.

Na quinta-feira o palco vai ser dos portuenses V V E I L S, para depois dar lugar ao projeto TWOMESS. Depois, o pavilhão Rosa Mota vai adotar ritmos mais quentes com a chegada do cabo-verdiano Djodje. Os destaques da noite serão o já conhecido Jimmy P que dará, por fim, o seu lugar a Pedro Cazanova.

O último dia, sexta-feira, é dedicado aos projetos da promotora vimaranense Garagem: depois de um arranque a cargo do Martelo, será a vez do projeto GHOST HUNT, que vai fazer a abertura de um dos mais conhecidos produtores de drum & bass britânicos, Sub Focus. O final do arraial será reservado a vários DJ’s convidados, todos pertencentes à promotora de Guimarães, que vão ter a responsabilidade de acabar em grande mais uma edição do Arraial de Engenharia.

AEFEUP inicia novo mandato

José Pedro Nunes é o novo presidente da AEFEUP. Com 22 anos, a estudar Engenharia Mecânica, lidera desde 15 de junho, a maior associação de estudantes da Federação Académica do Porto.

“Uma das principais motivações para avançar com a candidatura foi o orgulho e sentido de pertença que tenho à Faculdade e à AEFEUP. Se juntarmos a isso a experiência que adquiri nos últimos 4 anos, dois dos quais como lider de departamento e Vice-Presidente da AEFEUP anterior, deram-me a preparação e o conhecimento necessários para levar a cabo um projeto sólido e capaz na defesa dos interesses dos estudantes”, esclarece José Pedro Nunes.

Para este mandato, a AEFEUP compromete-se não só a cumprir com as promessas eleitorais e onde constavam iniciativas como as Jornadas de Engenharia, Banco de Apontamentos, Rota das Empresas, Banco de Voluntariado, Seleções AEFEUP, Liga Futsal, Arraial de Engenharia, Feup Caffé, Chill Outs entre outras, a ideia será também avançar com alguns projetos em simultâneo: “Queremos formar a seleção feminina de Andebol, dando oportunidade às nossas atletas de representar nesta modalidade a AEFEUP. Queremos levar a cabo uma reformulação no banco de apontamentos disponível a toda a comunidade, de forma gratuita, onde tentaremos que além da revisão de todos os documentos/apontamentos, possam ainda conseguir-se – em conjunto com as comissões de acompanhamento e alguns docentes – algumas video-aula de especificas matérias em cada unidade curricular”, explicou o presidente da AEFEUP. Em cima da mesa está também a possibilidade de reestruturar o bar da AEFEUP, possibilitando assim serviço de maior qualidade e, ao mesmo tempo, acolhedor.