Arquitetos da FAUP vencem prémio ibérico de Arquitetura

Residência Dehoniana (Foto: Joao Ferrand/JFF)

Nuno Valentim, docente e antigo estudante da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), e Frederico Eça, também ele diplomado pela FAUP,  são os vencedores da 2.ª edição do prestigiado Prémio Ibérico de Arquitetura “Palmarés Architecture Aluminum  Technal”, na categoria “Reabilitar”.

A obra premiada foi o projeto de reabilitação e ampliação do Centro Dehoniano (Avenida da Boavista 2423, Porto),  uma  habitação unifamiliar dos anos 30 utilizada para para albergar estudantes de teologia e sacerdotes da congregação Dehoniana. Para além de um conjunto de quartos, o programa contempla zonas de estudo, gabinetes de atendimento/reunião, capela, sala polivalente, áreas sociais e de serviço.

O Palmarés Architecture Aluminum Technal premeia projetos que se destaquem pela singularidade da sua arquitetura, pela adequação e pelo diálogo com a envolvente. A otimização dos materiais e a integração dos sistemas de alumínio da Technal de forma a potenciar o design e a luz natural são outros dos critérios de avaliação.

A edição deste ano contou com mais de uma centena de candidaturas, que foram avaliadas por um júri presidido pelo arquiteto Ramon Sanabria e composto por vários arquitetos portugueses, espanhóis e franceses. Para além do galardão ganho pelos arquitetos da FAUP, Portugal arrecadou mais duas menções com os projetos Lisbon Premium Edifícios de Habitação e Comércio (Maria Lima Estudos e Projectos de Arquitectura, Lda) e Habitação AS – Adelino Soares (Atelier de Arquitectura A43).

Sobre os autores

Nuno Valentim é licenciado em Arquitetura pela FAUP e mestre em Reabilitação do Património Edificado pela Faculdade de Engenharia da U.Porto. Também é docente na FAUP, onde frequenta o Programa de Doutoramento em Arquitetura, com uma tese na área da reabilitação. Exerce atividade profissional na área da arquitetura e reabilitação desde 1994 e tem diversas obras e projetos expostos e publicados em Portugal, Espanha, Itália, Reino Unido, Macau e Brasil.

Boa parte desses projetos contam também com o contributo de Francisco Eça, também ele licenciado pela FAUP e colaborador do Atelier Nuno Valentim Arquitectura e Reabilitação. Entre as obras concebidas pela dupla destaca-se, entre outras, a requalficação da Casa Andresen (Jardim Botânico do Porto), por ocasião das comemorações do Centenário da Universidade do Porto, assinalado em 2011.