App criada na U.Porto entre as mais rentáveis na área da educação

O Harriflash, uma app criada pela Adhara em parceria com a Cosmicode, chegou na passada sexta-feira ao “top 5” das aplicações na área da Educação mais rentáveis no Google Play, ladeando com ferramentas tão conhecidas como o Duolingo ou a Babel.

O Harriflash é uma aplicação móvel que tem como objetivo ajudar os estudantes de Medicina a prepararem-se para a Prova Nacional de Seriação (PNS). Tratando-se de uma ferramenta que preenche uma lacuna na área da educação médica, é o primeiro produto da Adhara, uma spin-off do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde, com chancela da U.Porto Inovação.

De acordo com os criadores do Harriflash, a performance da app no top da Google Play Store reflete sobretudo “a adesão que os utilizadores têm apresentado à ferramenta”. A última grande novidade foi o lançamento do módulo de “verdadeiros & falsos”, um conteúdo “premium” que permite aos estudantes que utilizam esta app porem à prova os seus conhecimentos de forma rápida, obtendo imediatamente feedback sobre as áreas nas quais precisam de melhorar o seu desempenho.

Os responsáveis pela aplicação dizem sentir-se gratos pela confiança que os utilizadores têm depositado no produto que desenvolveram. “Acima de tudo, sentimos uma responsabilidade acrescida na busca pela disponibilização dos melhores conteúdos e das melhores soluções, adaptadas às exigências da prova e ao contexto pedagógico atual, que é crescentemente suportado por soluções tecnológicas que visam o apoio direto dos estudantes”, esclarecem Bruno Guimarães e José Miguel Diniz, investigadores do CINTESIS.

Mais há mais novidades para breve: “vamos lançar um novo módulo que vai facilitar a simulação de exames de preparação para a Prova Nacional de Seriação, entre o final de maio e o início de junho”, explicam os também estudantes da Faculdade de Medicina da U.Porto (FMUP).

Note-se que a plataforma Google Play Store destaca os conteúdos que obtiverem uma melhor classificação em várias categorias. Para além da categoria “Mais rentáveis”, a Google Play Store ordena as apps por “Mais populares”, “Top pagas” e “Top grátis”.