Alumnus da U.Porto distinguido pela Academia Portuguesa de Cinema

Alberto Seixas é antigo estudante da U.Porto e técnico audiovisual do U.Porto Media Innovation Labs. (Foto: Academia Portuguesa de Cinema)

“Um Homem não é um Homem só” dá nome à primeira curta-metragem de Alberto Seixas, antigo estudante da Faculdade de Letras da U.Porto (FLUP) e técnico de audiovisual no Media Innovation Labs (MIL) da U.Porto. O filme, inspirado no cinéfilo, matemático e professor da Universidade do Porto, Luís Neves Real, acaba de vencer o prémio de Melhor Curta-Metragem de Documentário dos Prémios Sophia Estudante, promovidos pela Academia Portuguesa de Cinema.

“Um Homem não é um Homem só” venceu o prémio de Melhor Curta-Metragem Documentário pela Academia Portuguesa de Cinema.

Luís Neves Real (1910-1985) dedicou parte da sua vida à programação no Cineclube do Porto e aos cinemas da família. O documentário inspira-se na história do professor da U.Porto que, entre lutas e restrições do regime salazarista, tentava mostrar ao público filmes que acabavam por ser censurados, sobretudo aqueles que colocavam em causa o próprio regime. Licenciado em Ciências Matemáticas (1932) pela Faculdade de Ciências da U.Porto, Luís Neves Real foi oposicionista de Salazar desde cedo. Foi Assistente da FCUP e, em conjunto com Ruy Luís Gomes, foi o responsável pelo impulso dado ao movimento matemático, através da criação do Cento de Estudos Matemáticos, fundado em 1942. Depois de se ter associado ao Cineclube do Porto (CCP), dirigiu os cinemas Batalha, Olympia, Trindade e Carlos Alberto.

Para contar a história desta figura emblemática, a obra biográfica – realizada por Alberto Seixas, no âmbito do mestrado em Comunicação Audiovisual da Escola Superior de Media Artes e Design do Politécnico do Porto, que concluiu com uma tese de 20 valores – conta, entre outros, com testemunhos de Alexandre Alves Costa, filho de um dos fundadores do Cineclube do Porto, André de Oliveira e Sousa, antigo presidente da Federação Portuguesa de Cineclubes. Paula Rocha Malonek, Professora da Faculdade de Engenharia da U.Porto, e Maria de Fátima Morgado, ambas alunas de Neves Real, também participam na curta-metragem, abrindo as portas de casa do cinéfilo à audiência e partilhando a forma como a sétima arte e a matemática se relacionavam.

Os Prémios Sophia Estudante são uma iniciativa da Academia Portuguesa de Cinema, com o apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual no âmbito da promoção do cinema estudantil.