Alumnus da Faculdade de Ciências conquista medalha Gribov

Pedro Vieira

Pedro Vieira tem-se distinguido na procura da resolução de alguns dos principais problemas da Física Teórica. (Foto: DR)

O físico português Pedro Vieira, antigo estudante da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e investigador do Instituto Perimeter de Física Teórica (Canadá), é o vencedor da edição 2015 da prestigiada Medalha Gribov, atribuída de dois em dois anos pela Sociedade Europeia de Física a um jovem investigador que se destaque nos campos da Física Teórica de Partículas e/ou Teoria Quântica de Campos.

Na base da distinção estão as “contribuições inovadoras (groundbreaking)” de Pedro Vieira para a resolução de alguns dos problemas mais complexos da física teórica, como aquela que conduziu à “determinação exata do espetro e amplitudes de dispersão de dimensões anómalas na teoria supersimétrica de Yang- Mills”.

Licenciado em Física pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (2004) e doutorado pela FCUP (Centro de Física do Porto) e pela Ecole Normale Supérieure (2008), Pedro Vieira é o primeiro português e o oitavo investigador a nível mundial a receber esta medalha criada em 2001, para reconhecer do trabalho proeminente de um jovem físico (de idade inferior a 35 anos) em Física Teórica de Partículas e/ou Teoria Quântica de Campos. O prémio consiste numa medalha e num prémio monetário.

Numa nota publicada no site do Instituto Perimeter (instituição onde Pedro Vieira está desde 2009, depois de uma passagem pelo Max-Planck-Institut, na Alemanha) o diretor daquele organismo destaca o trabalho desenvolvido pelo investigador português “para uma melhor compreensão conceptual e prática da teoria quântica de campos, linguagem na qual se baseia a física de partículas, a física da matéria condensada e grande parte da cosmologia”. Por isso mesmo, “estamos deliciados por ver o trabalho do Pedro reconhecido desta forma. Ele tem uma rara combinação de talento matemático e intuição física, e tem feito um trabalho notável. (…)É um jovem cientista verdadeiramente extraordinário”, destaca Robert Meyers.

Em 2014,  Pedro Vieira já tinha ganho a Sloan Fellowship, galardão atribuído anteriormente a 42 dos laureados com o Prémio Nobel da Física.(http://www.perimeterinstitute.ca/node/95855).