Alberto Amaral homenageado na Faculdade de Ciências

Homenagem incluiu a inauguração de uma estátua de Alberto Amaral no jardim junto ao departamento de Química e de Bioquímica da FCUP. (Foto: FCUP)

Alberto Amaral, professor jubilado e diretor da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) entre 1978 e 1985 e Reitor da Universidade do Porto entre 1985 e 1998, foi homenageado no passado dia 29 de junho, na FCUP.

A cerimónia, que decorreu no Auditório Ferreira da Silva, contou com a presença do Reitor da U.Porto, António Sousa Pereira, do diretor da FCUP, António Fernando Silva, do Presidente da Fundação Engº António de Almeida, Aguiar Branco, e do próprio homenageado.

Após a sessão, teve lugar a inauguração, no jardim junto ao departamento de Química e de Bioquímica, de uma escultura de Alberto Amaral, da autoria do escultor Hélder de Carvalho.

Estiveram envolvidas nesta iniciativa a Fundação Engº António de Almeida, a Reitoria da Universidade do Porto e a Faculdade de Ciências.

Sobre Alberto Amaral

Natural de Fafe, onde nasceu em 1942, Alberto Amaral é licenciado em Engenharia Químico-Industrial pela Faculdade de Engenharia da U.Porto (1965), tendo-se doutorado, em 1968, em Química Quântica na Universidade de Cambridge (Inglaterra). Nesse mesmo ano integra o corpo docente da FCUP, faculdade que viria a dirigir de 1978 a 1985 e onde se tornou professor catedrático do Departamento de Química e Bioquímica.

Eleito Reitor da Universidade do Porto em 1985, Alberto Amaral teve um dos reitorados mais longos da história da instituição, tendo renovado o mandato por duas vezes, em, 1990 e 1994. Sob a sua égide, a Universidade viveu uma profunda expansão, de que resultou, entre outros momentos, a integração da Escola Superior – e futura Faculdade – de Medicina Dentária (1989) e da ESBAP, convertida em Faculdade de Belas Artes (1992), a criação da Faculdade de Direito (1994), ou a construção dos novos edifícios das faculdades de Ciências, Letras, Arquitetura, Desporto, Medicina Dentária e Engenharia, a par de várias residências universitárias e centros de investigação.

Responsável por trazer para Portugal um conjunto de novas metodologias de avaliação primeiramente aplicadas dentro da U.Porto e depois generalizadas às universidades públicas, num processo do qual viria a resultar a criação do CNAVES (Conselho Nacional de Avaliação do Ensino Superior), Alberto Amaral é editor ou co-editor de diversos livros e autor de artigos em revistas internacionais. Após terminar o terceiro mandato como Reitor, passou a dirigir o Centro de Investigação de Políticas do Ensino Superior (CIPES).

Por ter contribuído para o prestígio da Faculdade de Ciências e da Universidade do Porto, Alberto Amaral recebeu, em 2012 (ano da sua jubilação), o Prémio Centenário da FCUP e a Medalha de Mérito da U.Porto.

Atualmente, é presidente do Conselho de Administração da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior.