A FMUP responde: O que sabemos sobre literacia em saúde?

Na área da saúde, a literacia define-se pela capacidade dos indivíduos obterem e comunicarem informações naquele domínio, para tomarem decisões adequadas. Este contexto remete para questões societais, de que são exemplo as relativas à prevenção de doenças ou à vacinação, como a legislação afeta o nosso quotidiano. Atendendo à importância desta problemática, nomeadamente ao modo como interfere no quotidiano, a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) dedica a próxima sessão do ciclo de tertúlias (H)á Conversa na FMUP à literacia em saúde.

Com entrada livre, a sessão terá lugar esta quinta-feira, 22 de novembro, às 17h30, na sala 4 do Centro de Investigação Médica da FMUP. Para fomentar o debate, cuja moderação ficará a cargo de Margarida David Cardoso, jornalista do Público, a sessão contará com a presença de Dagmara Paiva, médica de família e investigadora do Instituto de Saúde Pública da U.Porto (ISPUP), Paula Silva, socióloga e investigadora do IPATIMUP, Felisbela Lopes, docente da Universidade do Minho na área da comunicação, e Miriam Gonzaga, em representação da ARS Norte.

Recorde-se que o ciclo (H)á Conversa na FMUP, que conta com o apoio da Junta de Freguesia de Paranhos e da Associação de Estudantes da instituição (AEFMUP), visa criar um espaço um espaço informal de discussão sobre temáticas diversas. Nesse contexto, contará com a participação de especialistas de várias áreas do saber. A moderação fica a cargo de jornalistas cuja atividade se desenvolve nos domínios abordados em cada uma das tertúlias.

Antes do final do ano haverá ainda uma nova tertúlia, a 13 de dezembro, dedicada às “Doenças do cólon: uma abordagem multidisciplinar”.